Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo

Publicado em 22/02/2016

Compartilhar:  Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Facebook

Campus Restinga adere à mobilização nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti

O encerramento da VI Semana Pedagógica, nesta sexta-feira, 19 de fevereiro, marcou o início das atividades do Campus Restinga dentro da mobilização nacional da Educação para o combate ao mosquito Aedes aegypti. Nesta data, o governo federal está mobilizando a comunidade escolar para ações de eliminação aos focos do mosquito e conscientização para a importância da prevenção. A iniciativa dá prosseguimento ao proposto no Pacto da Educação Brasileira contra o Zika, firmado em 4 de fevereiro entre o Ministério da Educação, demais representantes do governo federal, de estados e municípios, além de instituições e organizações públicas e particulares.

Como o ano letivo só inicia no dia 22 de fevereiro, a atividade no Campus foi de sensibilização de servidores e terceirizados, com distribuição de material e conscientização para a importância da escola ser o centro de mobilização da comunidade para o combate à proliferação do mosquito. Nas próximas semanas, serão realizadas atividades externas, com visitas a escolas da região para sensibilização de estudantes sobre a necessidade de combate ao mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus zika. Também serão distribuídos materiais informativos nas escolas e no entorno com explicações sobre medidas de prevenção e orientações sobre a importância do envolvimento de toda a população na eliminação dos criadouros do mosquito.

A campanha Mundo Melhor IFRS também está engajada na conscientização sobre a importância de combate ao mosquito Aedes aegypti. Para reunir informações, dicas, curiosidades e outros materiais, está sendo lançado o site: http://comunica.ifrs.edu.br/mundomelhor. Neste espaço, serão compartilhadas atividades e boas práticas desenvolvidas pela comunidade acadêmica do IFRS no combate ao mosquito responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya.

Saiba mais: http://zikazero.mec.gov.br/
(Com informações da Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Educação e da Comunicação do IFRS)

Fim do conteúdo